Milhas aéreas: como acumular para viajar para a França de graça

Fidelizar um cliente é uma das grandes buscas do mercado em geral. Por esse motivo, programas de recompensas são criados pelas empresas, de forma a encorajá-los a realizar uma nova compra ou permanecerem fiéis à marca. Entre esses programas podemos citar as milhas aéreas, um dos programas de fidelidade mais conhecidos por pessoas que viajam com frequência.

 

No post de hoje explicaremos como acumular bônus para trocar em passagens aéreas, hospedagens ou serviços. Então, se você está pensando em viajar para a França, essa pode ser a chance de realizar o seu sonho sem gastar muito. Veja como a seguir.

 

Milhas aéreas, o que são?

 

Certamente você já conheceu alguém que viajou para várias partes do mundo através de programas de fidelidades. E sem sombra de dúvidas ficou curioso a respeito e querendo saber como isso é possível, estamos certos? Então, vamos entender primeiro o que sãos as milhas aéreas e como elas funcionam.

 

As milhagens são programas de fidelidade promovidos pelas companhias aéreas. Através deles, os clientes acumulam pontos cada vez que fazem compras no cartão de crédito. Posteriormente esses pontos podem ser resgatados para comprar passagens de avião com destinos nacionais ou internacionais, bem como custear hospedagens e outros tipos de serviços.

 

Entre esses serviços podemos destacar aluguel de carros, transfer aeroporto-hotel e até mesmo descontos nos restaurantes conveniados. E por falar em restaurantes, já conferiu as novidades do Guia Michelin – França 2019?

 

O relacionamento contínuo entre empresa e cliente gera benefícios maravilhosos.  A sua fidelidade pode lhe render, inclusive, passagens aéreas gratuitas!

 

Viajar para a França sem pagar nada: primeiros passos

 

Como viajar para a França com milhas aéreas

Viajar para a França com milhas aéreas é um sonho possível. Foto: Pixabay

 

1) Escolhendo o cartão de crédito

 

Se você sempre sonhou em viajar para a França, saiba que esse sonho é possível e pode acontecer em forma de descontos. Para tal, você deve primeiramente entrar em contato com o seu banco e verificar com o seu gerente se o seu cartão de crédito acumula milhas aéreas a cada compra realizada a partir dele.

 

Caso o cartão de crédito que você possua não ofereça esse benefício, tente conseguir um que ofereça. Mas antes de fechar o contrato, observe alguns pontos muito importantes:

 

  • Procure saber quanto vale uma milha, ou seja, o quanto em reais ou dólares você tem que gastar para acumular um ponto;
  • Em seguida, verifique como é feita a conversão desses pontos para as milhas;
  • Verifique também o prazo de validade dos pontos acumulados. Prefira cartões em que as milhas não expiram;
  • Procure por um cartão que tenha convênio com a companhia aérea que você mais viaja. Assim, será mais fácil acumular pontos e trocar por benefícios.

 

2) Escolhendo o programa de milhas aéreas

 

Depois de adquirir um cartão de crédito que acumule pontos a cada compra e que estes possam ser trocados por milhas, o próximo passo é se cadastrar em algum dos programas de fidelidade oferecidos pelas companhias aéreas.

 

Os programas de milhas mais conhecidos são o Smiles da Gol, o Amigo, da Avianca, o Multiplus, da TAM Fidelidade e o Tudo Azul, da Azul linhas aéreas.  Além destes, existem outros programas de milhagens internacionais, vale a pena dar uma pesquisada sobre os benefícios oferecidos por cada um. A boa notícia é que você pode se inscrever em mais de um, desde que seja conveniado ao seu cartão de crédito.

 

Onde conseguir pontos/milhas aéreas?

 

No início, para adquirir pontos em programas de fidelidade de empresas aéreas era necessário viajar – e muito – para conquistar descontos. Atualmente, os programas são mais flexíveis e fornecem várias formas de conseguir a pontuação necessária.

 

Isso significa que as suas passagens aéreas para a França podem ser conquistadas através de pequenas compras nos mais diferentes estabelecimentos comerciais.  Você pode acumular pontos no seu cartão de crédito em postos de gasolina, lojas de departamentos e até mesmo fazendo as compras do mês em supermercados.

 

Além disso, também é possível comprar milhas para completar a pontuação que falta para você conseguir uma passagem aérea ou hospedagem a custo zero. Mas só use essa opção caso você realmente esteja necessitando muito do resgate do produto ou serviço. Pois as milhas comercializadas diretamente com os programas de fidelidade possuem um valor bem elevado.

 

Milhas aéreas: vantagens e desvantagens

 

Uma viagem surpreendentemente encantadora para a França pode se dar através do bom uso das milhas aéreas. Porém, como nem tudo são flores, esses programas de fidelidade também possuem seus prós e contras.

 

Vantagens

 

A principal vantagem de juntar pontos no cartão de crédito é de poder trocar por passagens aéreas, hospedagens, produtos e serviços com descontos ou custo zero. Assim, viajar fica mais barato e quase impossível de não acontecer. Além disso, você também pode trocar suas milhas aéreas por passagens para outra pessoa e custear assim, aquela tão sonhada viagem dos filhos, sogra ou cunhado.

 

Desvantagens

 

Quanto mais você gastar no cartão de crédito, maiores serão os pontos acumulados. Então, muita atenção para não se endividar além do limite, pois as milhas aéreas poderão passar de sonho para pesadelo.

 

Outra desvantagem dos programas de milhagem é que não há um padrão de tabelamento para acúmulo dos pontos. Ou seja, cada programa de fidelidade possui os seus próprios critérios. Veja a seguir a variação de preços de um pacote com 10 milhas dos programas de fidelidade das principais companhias aéreas:

 

  • Amigo, da Avianca: entre R$ 300,00 e R$ 320,00;
  • Tudo Azul, da Azul linhas aéreas: entre  R$ 230,00 e R$ 240,00.
  • Multiplus, da Tam: entre R$ 220,00 e R$ 280,00;
  • Smiles, da GOL: entre R$ 130,00 e R$ 200,00.

Fonte: Hotmilhas

 

Percebeu a diferença cobrada por cada empresa?

 

Milhas aéreas: de olho nas promoções

 

Realizar uma viagem aérea através de algum programa de fidelidade é o desejo de várias pessoas. Mas, acumular milhas não é uma tarefa fácil, ou seja, é um investimento de médio a longo prazo. Principalmente se o destino escolhido for internacional, como a França, por exemplo.

 

Portanto, você deverá ficar de olho nas promoções. Em algumas épocas do ano, os programas de fidelidade costumam oferecer bônus por transferências do cartão de crédito para o programa que variam de 30% a 70% do valor da milhas ou pontos. Mas fique atento, pois geralmente os pontos transferidos têm prazo de validade para expirar.

 

Viajar de graça é a melhor opção!

 

Quando falamos em milhas aéreas, estamos falando de programas de fidelidade. E é muito importante que sua fidelidade seja realmente recompensada. No caso, as milhas devem ser um prêmio, um bônus por ser um cliente assíduo e fiel, e não uma pegadinha para você acabar gastando mais.

 

Por que falar isso? Porque a sua viagem de “graça” pode sair mais cara do que pagando no dinheiro ou recorrendo ao parcelamento.

 

Isso porque para ter um cartão de crédito conveniado a algum programa de milhagem é necessário pagar uma anuidade alta, que varia entre R$ 300,00 a alguns milhares de reais. Então, é necessário verificar se esse custo a mais vale a pena. Porque dependendo do destino escolhido, é possível comprar passagens aéreas de ida e volta somente com o valor gasto em anuidades.

 

Outro ponto importante é verificar o valor das tarifas aéreas normais para a França e o valor cobrado pelos programas de fidelidade. Tendo noção do preço cobrado por ambas as opções, evita-se gastar as milhas aéreas com uma passagem que não vale a pena. Dessa forma, é melhor então utilizar os pontos para custear hospedagens e serviços, como aluguel de carros.

 

Deve-se evitar também comprar somente a passagem de ida para a França no programa de fidelidade, pois a volta pode sair bem caro.

 

Portanto…

 

Podemos concluir que viajar para a França através do acúmulo de milhas aéreas não é impossível, mas é uma opção que deve ser estudada minuciosamente e planejada com antecedência. Sendo assim, você conseguirá fazer uma viagem incrível sem se endividar ou cair em pegadinhas.

 

Ainda com dúvidas se viajar para o país da Torre Eiffel com milhas aéreas vale a pena? Entre em contato com a GIMtravel e converse com nossos profissionais. Eles irão ajudá-lo a descobrir a melhor forma de aterrissar em solo francês gastando menos e ainda poderão mostrar a você uma França única e exclusiva através de passeios guiados com profissionais bilíngues.

 

 

2 Responses

Deixe seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: