Guia Michelin 2019 Novidades gastronômicas da França

Criado em 1900, o Guia Michelin é até hoje “autoridade” quando se fala em publicações gastronômicas no mundo todo. Especialmente na França, onde a culinária atrai grande parte dos turistas, o guia tem uma importância única para os restaurantes. Assim, ganhar ou perder uma estrela Michelin pode significa o ápice ou a queda para um chef.

O guia, criado pela empresa de pneus Michelin, tinha inicialmente o objetivo de promover o turismo, aumentando assim, a venda de automóveis e, consequentemente, a de pneus. Por isso oferecia uma lista de restaurantes e informações úteis para quem estivesse a viajar de carro. Ou seja, nesse miniguia era possível encontrar locais para abastecer, trocar pneus e até mesmo onde descansar.

A ideia foi crescendo e no ano de 1920 passou-se a incluir na publicação os melhores hotéis e restaurantes de Paris. No entanto, foi a seção de restaurantes do guia que ganhou maior destaque. Por esse motivo, em 1926 a empresa passou então, a classificar os estabelecimentos conforme a categoria (estrelas). Essa classificação é existente até os dias de hoje e vai de 1 a 3 estrelas, onde 1 pode significar que o local é muito bom e 3 que ele é excepcional.

Hoje o Guia Michelin é considerado a bíblia da gastronomia e estar listado nele significa a consagração do chef responsável pelo estabelecimento.

Na França existem 27 restaurantes 3 estrelas, sendo dois novos em 2019.
85 restaurantes 2 etrelas, sendo 5 novos;
e 520 restaurante 1 estrela no Guia, sendo 68 novos em 2019.
Totalizando 632 restaurantes estrelados na França toda.
Não é a toa que a França é o coração gastronômico do mundo.

No Guia Michelin 2019 – França alguns restaurantes perderam espaço, como foi o caso do L’auberge de l’Illhaeusern, que há 51 anos possuía 3 estrelas. Por outro lado, restaurantes de Lyon e da região de Provença ganharam ainda mais prestígio, como você confere a seguir:

 

Alguns restaurantes franceses que perderam uma estrela

 

L’auberge de l’Illhaeusern – de 3 para 2 estrelas no Guia Michelin 2019

Guia Michelin 2019 - França,

O prestigiado restaurante tem agora 2 estrelas Michelin. Foto: L’auberge de l’Illhaeusern

 

Foram mais de 50 anos ostentando 3 estrelas do Guia Michelin, mas, em 2019 a história foi diferente no L’auberge de l’Illhaeusern. Isso porque o restaurante, comandado pelo chef Marc Haeberlin, perdeu uma de suas estrelas e ficou com apenas 2. O local pertence à mesma família há 150 anos.

Localizado em Illhaeusern, o carro-chefe do menu é o Salmão souflle e a Truffe sous la cendre. Mesmo com a perda da estrela, para saborear uma refeição no local, você gasta em torno de 44 a 158 euros.

O restaurante está situado na 2 Rue de Collonges au Mont d’Or, 68970 –  Illhaeusern, França.

 

L’Astrance, em Paris – de 3 para 2 estrelas no Guia Michelin 2019

Guia Michelin 2019 - França,

Apesar da qualidade, local perdeu uma estrela no Guia Michelin 2019. Foto: l-astrance

 

O Chef Pascal Barbot também tem o que lamentar. Pois, após 11 anos fazer parte da lista de estabelecimentos triestrelados, o L’Astrance perdeu uma estrela, ficando apenas com 2 estrelas no Guia Michelin 2019. Apesar da perda significativa, o estabelecimento continua entre os 50 melhores restaurantes do mundo, segundo outras publicações gastronômicas.

O L’Astrance está localizado na 4 Rue Beethoven, 75016, em Paris.

Pierre Orsi, um ícône de Lyon

Pierre Orsi – um dos melhores chefs de Lyon. Foto do site smart.fr

Um dos mais conhecidos chefs de cozinha de Lyon, perdeu uma estrela no guia deste ano. Ele conquistou sua primeira estrela no guia em 1978. Em 1980 conquistou a segunda que guardou por 12 anos. Desde 1992 tinha uma estrela no guia, perdida neste ano.

Pierre Orsi ficou um pouco chocado ao saber da perda .
“O guia Michelin não se interessa mais como antigamente à cozinha tradicional francesa” disse ele. Querendo dizer que o guia têm colocado em valor uma cozinha mais moderna en detrimento de uma mais tradicional.

Pierre Orsi, continua na lista dos belos endereços de Lyon, na nossa opinião.
Localizado no 3 Place Kléber, 69006 Lyon

Guy Lassausaie, de 2 para 1 estrela no guia

Ainda na região de Lyon, outro nome muito famoso entre os apreciadores da cozinha francesa, Guy Lassausaie, perdeu uma de suas duas estrelas.

Também surpreso coma  perda da estrala, Guy Lassausaie, diz que não pensa que isso irá alterar a visão dos seus cleintes sobre seu restaurante. Que possui 98% de comentários positivos e 90% de sua clientela da moradores da região de Lyon.
Situado próximo 15 minutoes de Lyon, continua sendo um restaurante excelente e tradicional francês.

Fachada do restaurante de Guy Lassausaie em Chasselay.

Alguns restaurantes franceses que conquistaram mais uma estrela

AM de Alexandre Mazzia, Marseille – de 1 para 2 estrelas no Guia Michelin 2019

Guia Michelin 2019 - França,

Gastronomia do restaurante possui influências africanas. Foto: AM par Alexandre Mazzia

Alexandre Mazzia celebra no guia deste ano mais uma estrela para o seu restaurante. O chef se destaca pela mistura de ideias no cardápio. Pois ele oferece desde opções com vegetais até pratos com peixe e influências africanas, já que ele morou no Congo até os 14 anos.

O local agora conta com 2 estrelas no Guia Michelin 2019 e deve aumentar ainda mais o turismo na região de Marseille. Ele está localizado na 9 Rue François-Rocca, 13008.

 

Mirazur, Menton – de 2 para 3 estrelas no Guia Michelin 2019

Guia Michelin 2019 - França, Mirazur

Argentino é o primeiro do país a receber 3 estrelas Michelin. Foto: Mirazur

 

O Mirazur é o grande destaque do Guia Michelin 2019. O responsável pelo restaurante é o chef argentino Mauro Colagreco. Ele é o único chef estrangeiro a ganhar 3 estrelas dentro da França.

 

O seu cardápio mistura ingredientes mediterrâneos com influências da América Latina. Entre as especialidades do chef estão o risoto de quinoa eo sorvete de laranja. O restaurante Mirazur fica na 30 Avenue Aristide Briand, 06500, em Menton.

 

David Toutain, Paris – de 1 para 2 estrelas no Guia Michelin 2019

Guia Michelin 2019 - França, David Toutain

Em pouco tempo, o local já recebeu a segunda estrela do guia. Foto: Pinterest

 

Brincando com o paladar entre texturas e sabores, David Toutain conquistou a sua primeira estrela Michelin há pouco tempo. Apesar de ser um talento jovem na gastronomia, o chef se destaca pela apresentação impecável dos pratos e pela inovação presente em cada um deles. Por esse e por outros motivos, o restaurante de David Toutain ostenta agora, 2 estrelas Michelin.

O grande diferencial do restaurante do chef Toutain é o Menu Imposto, que serve pratos surpresas e conquista os clientes. Nele você não sabe exatamente o que irá comer, mas, como toda a refeição é cuidadosamente preparada, há uma preocupação especial com possíveis intolerâncias alimentares dos clientes.

Para fazer uma refeição no local, você gasta de 50 a 150 euros, dependendo do cardápio escolhido.O restaurante David Toutain fica na 29 Rue Surcouf, 75007, em Paris.

.

Alguns restaurantes franceses que ganharam a primeira estrela

La Sommelière, Lyon – 1 estrela no Guia Michelin 2019

Guia Michelin 2019 - França, la sommeliere

Restaurante é destaque de Lyon no guia. Foto: TheFork

Sendo o único em Lyon a ganhar a primeira estrela, o La Sommelière une sabores franceses e japoneses. Além disso, os vinhos também se tornaram uma atração do local, pois são cuidadosamente harmonizados com o cardápio. E tudo isso graças à experiência da ex-sommelier Shoko Hasegaw e do chef Takafumi Kikuchi, que há anos deixou o Japão para se aventurar na França.

 

O restaurante está localizado na 6 rue Mourguet 69005. O menu custa cerca de R$ 70 euros.

La Mirande, Avignon – 1 estrela no Guia Michelin 2019

Guia Michelin 2019 - França, La Mirande

Belo jardim contempla o espaço do restaurante. Foto: La Mirande

Provar as delícias da cozinha do chef Florent Pietravalle não é tão caro quanto você pode imaginar. Agora premiado com a sua primeira estrela Michelin, o restaurante tem menus que variam de 40 a 80 euros.

Entre as opções você encontra desde lagostins assados ​​com legumes até alcachofras. O cardápio é realmente sofisticado e criativo, representando bem o seu chef. A primeira estrela, segundo a crítica francesa, veio mesmo com justiça. O restaurante está localizado na Praça de l’Amirande, 4, em Avignon.

Oka, Paris – 1 estrela no Guia Michelin 2019

 

Guia Michelin 2019 - França, restaurante Oka

Brasileiro Raphael Rego é destaque na França. Foto: Oka

Um chefe brasileiro também está fazendo sucesso no Guia Michelin 2019. Raphael Rego é o nome por trás do restaurante Oka, localizado em Paris. O estabelecimento combina a cozinha francesa com mais de 80 ingredientes extraídos da Amazônia.

O que impressiona é que o local foi aberto em 2018, conquistando um espaço rapidamente entre os críticos gastronômicos. A primeira estrela premia um trabalho minucioso do chef brasileiro.

O restaurante localiza-se na 1 Rue Berthollet, 75005, Paris.

 

Alguns restaurantes franceses que seguem com as suas estrelas

Miraflores, em Lyon – 1 estrela no Guia Michelin

Guia Michelin 2019 - França, restaurante Miraflores

Restaurante conseguiu manter sua posição no guia. Foto: Pinterest

Além das novidades, alguns restaurantes comemoram por simplesmente não terem perdido suas estrelas. Esse é o caso do Miraflores, outro representante de Lyon no Guia Michelin.

Localizado na 60 Rue Garibaldi, 69006, o local é comandado pelo chef peruano Carlos Camino. Lá o cardápio é atrativo para os latino-americanos, pois mescla diversos ingredientes orgânicos, como chilli e menta às receitas típicas francesas.

 

La Palme d’Or, em Cannes – 2 estrelas no Guia Michelin

Guia Michelin 2019 - França,

Localizado em Cannes, o restaurante possui uma decoração luxuosa. Foto: La Palme d’Or

Quem se manteve com duas estrelas foi o La Palme d’Or, em Cannes, localizado no Hotel Martinez e inspirado pela Art Deco. O requinte reflete-se nos pratos, que tem preço médio de 150 euros.

O restaurante, que funciona desde 1986, ostenta suas duas estrelas Michelin desde 1991. Os vinhos do local também chamam atenção, além da comida, principalmente por privilegiar as produções francesas. Os pratos com peixes estão entre os mais indicados no cardápio.

O La Palme d’Or localiza-se na 73 Boulevard de la Croisette, 06400.

 

Agora, que você já conheceu as novidades gastronômicas do Guia Michelin 2019, que tal programar o seu tour enogastronômico pela França com a Gimgourmand? Entre hoje mesmo em contato e conheça os sabores franceses com quem mais entende do assunto.

 

1 Response

Deixe seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: