15 exposições imperdíveis na França em 2020

A França é conhecida por sua riqueza cultural e a ligação com o mundo artístico. Afinal, berço de inúmeros artistas, o país é um dos principais centros culturais do ocidente desde o início da Idade Moderna. Atualmente então, várias exposições atraem turistas em todo país!

Além dos tradicionais museus e exposições de Paris, outras regiões francesas também apresentam programações culturais extraordinárias. Então, para quem deseja visitar o país ainda em 2020, separamos alguns dos eventos imperdíveis que devem fazer parte do seu roteiro!

15 exposições imperdíveis na França em 2020

1. Soulages retrô (Museu do Louvre, Paris)

Aos 100 anos de idade, Pierre Soulages é um dos principais artistas franceses vivos, a saber. Nascido em Rodez, em 1919, Soulages se tornou conhecido como “o pintor de preto” por causa de sua forma de explorar a cor através de diversas perspectivas e contextos únicos.

Por isso, em comemoração ao seu centenário, a exposição convida a observar o toque singular de suas obras com destaque para o uso de luz, contraste, sobreposição e texturas. O evento ocorre até 9 de março de 2020.

2. Versailles Revival 1867-1937 (Palácio de Versalhes, Versalhes)

Inegavelmente morada da monarquia francesa por muitos séculos, o Palácio de Versalhes se tornou símbolo de luxo e riqueza.  Retratando os períodos de glamour do palácio, a exposição Versailles Revival 1867-1937 apresenta pinturas com algumas das cenas mais marcantes da sua história. A retrospectiva acontece até 15 de março de 2020.

3. James Tissot 1836-1902 (Museu de Orsay, Paris)

Certamente Jacques Joseph Tissot, conhecido como James Tissot, foi um dos maiores artistas franceses do século XIX. Nascido em Nantes, ele se destacou por seus estudos e a abordagem realista da figura feminina.

Como resultado da relevância das suas obras de artes, o Museu de Orsay lança a exposição “James Tissot (1836-1902)” para celebrar o talento do artista. A coleção estará disponível no local de 24 de março à 19 de julho de 2020.

4. “Barbara Hepworth” (Museu Rodin, Paris)

A escultora Barbara Hepworth nasceu em Wakefield, na Inglaterra, no ano de 1903. Representando o Modernismo, sem dúvida ela foi uma das primeiras mulheres a se destacar internacionalmente na arte.

A escultora morreu em um incêndio aos 72 anos, deixando um legado de centenas de obras e exposições. Então, para homenagear a sua vida e obra, o Museu Rodin promove a exposição “Barbara Hepworth” até 22 de março de 2020.

Veja também: 10 museus com entrada gratuita na França

5. Normandie Impressionniste (Rouen, Normandie)

O festival Normandie Impressionniste é tradicional na região da Normandia. Isso porque ele foi criado para enaltecer o movimento impressionista e a sua importância na cultura local.

Entre os artistas ilustres nascidos no local, destacam-se nomes como Monet, Boudin e Degas, por exemplo. Através de exposições, concertos musicais, espetáculos, exibição de filmes e peças de teatro, o festival apresenta o impressionismo de forma educativa e interativa.

A edição de 2020 ocorre de 3 de abril a 6 de setembro, em várias localidades da Normandia. A programação completa está disponível na página do evento.

6. Photo Peuples et Nature (La Gacilly)

Criado para a reflexão sobre o futuro do planeta e a importância do desenvolvimento sustentável, o festival Photo Peuples et Nature reúne fotojornalismo e arte. Em cada edição, centenas de fotografias são espalhadas pelos espaços verdes da cidade, chamando a atenção para a relevância das preocupações sociais e ambientais.

As fotografias ficam expostas durante quatro meses e anualmente um novo tema transforma La Gacilly, de fato, em um museu a céu aberto. Em 2020, o evento ocorre entre 1° de junho e 30 de setembro.

7. Noite Europeia dos Museus (Toda a França)

Criada em 2005, a Noite Europeia dos Museus se tornou um dos principais eventos culturais de todo o continente. Afinal, nessa noite, as portas de milhares de museus são abertas para a visitação gratuita entre 18h e a meia-noite.

Em 2020, a noite escolhida é a de 16 de maio. Na França, serão mais 1200 museus participando nos quatro cantos do país. Por isso, independentemente do roteiro, é possível aproveitar essa noite para uma imersão cultural gratuita.

8. Noite Branca (Ile-de-France)

Por certo, o “Noite Branca” acontece em muitas cidades do mundo. Contudo, na França ele é chamado de Nuit Blanche e promove uma visita para redescobrir a Ile-de-France.

Além de exposições gratuitas em museus, os espaços públicos também são personalizados para o evento. O Nuit Blanche acontece sempre no primeiro final de semana de outubro.

9. Festival Internacional de Fotografia Animal e Natural (Montier-en-Der)

Enquanto isso, quem gosta de fotografia e mundo animal pode visitar esse festival que acontece em Montier-en-Der no terceiro final de semana de novembro. A ideia é promover a exposição de fotografias do mundo todo, por isso são mais de 2.000 fotos com temas naturalistas e ambientalistas.

10. Festival Internacional de Jardins (Castelo de Chaumont-sur-Loire)

Realizado em volta do castelo de Chaumont-sur-Loire, o festival reúne 30 artistas e paisagistas do mundo todo. Ou seja, a proposta é criar jardins contemporâneos que evoluem ao longo de seis meses após as exposições.

Esse é um tipo de evento que se destaca por ser ao ar livre. Além disso, há diversas atrações artísticas do castelo para se aproveitar. O festival inicia em junho e vai até setembro.

E por falar em castelo, conheça 6 castelos do Vale do Loire que são dignos de contos de fadas

11. Figura do Artista (Museu do Louvre)

A galeria montada até 29 de junho conta com exposições dedicadas aos artistas do Renascimento, como Da Vinci, Michelangelo e Donatello. Ou seja, é uma exposição focada nos autorretratos e valorização dos artistas.

12. Je mange donc je suis (Museu do Homem)

A exposição traduzida para “Eu sou o que me alimenta” é voltada para os alimentos do ponto de vista social, cultural e histórico. Realizada em Paris, é um convite a refletir sobre os hábitos alimentares da sociedade.

13. De l’amour (Museu das Descobertas)

É provável que a “De l’amour” seja uma das exposições mais intrigantes. Afinal, ela aborda as várias formas de amor sob o ponto de vista científico e artístico. É também uma homenagem a Roland Barthes e ficará aberta à visitação até 30 de agosto.

14. Recontres d’Arles (Arles)

Embora esteja na lista de exposições, o Recontres d’Arles é, na realidade, um festival. Isso porque o evento reúne mais de 60 exposições ao redor do patrimônio histórico da cidade de Arles.

Ainda, a programação é voltada para a descoberta de novos fotógrafos e recebe nomes do mundo todo. O evento ocorre de 29 de junho a 20 de setembro de 2020.

15. Des Rivages et des Hommes (Boulogne-sur-Mer)

Por fim, no aquário Nausicaa, o maior da Europa, a exposição Des Rivages et des Hommes está aberta desde 2019 e é uma verdadeira experiência. Afinal, nela encontram-se mais de 1.600 espécies de animais em uma viagem pela fauna e flora do mundo. A exposição segue até 31 de dezembro.

Visite as exposições na França com a GIMtravel

Se você está pensando que são muitas exposições para incluir no seu roteiro na França, está certo! Por isso, caso não domine a língua francesa ou se sinta inseguro em percorrer as atrações sozinho, conte com a GIMtravel.

Somos uma empresa especializada em visitas turísticas na França e oferecemos desde roteiros personalizados até o acompanhamento com guias em português. Ou seja, conosco, você conta com toda a assistência necessária para aproveitar cada segundo nesse incrível país. Além disso, ainda conhece uma França única e exclusiva, fora dos circuitos tradicionais.

Gostou? Então entre em contato com a GIMtravel e agende a sua viagem!

No Comments Yet.

Deixe seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: